Feliz 2023 pra mim, pra você e pra todas nós grisalhas!!!

A quanto andas o seu planejamento? Se sua meta é ficar grisalha em 2023, vem cá que a gente te ajuda!

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Feliz Ano Novo!!!

Em fevereiro de 2023 vou completar 44 anos, e a pelo menos uns 6 anos eu deixei de criar metas para o ano novo.

Inicialmente porque em 2017, com o nascimento da Malu, eu descobri que a gente não controla absolutamente nada e para evitar frustrações, eu simplesmente prometi que não ia mais ficar planejando coisas que não estavam nas minhas mãos.

Logo em seguida, eu me acostomei com essa situação, não ter metas era ótimo, porque eu não me cobrava de absolutamente nada, apenas ia deixando acontecer. Essa sensação de não ter cobranças é muito boa, mas ela traz uma consequência dura de encarar, que é a não realização de nada. Se a gente não sabe pra onde quer ir, qualquer lugar serve e nesses últimos anos eu segui assim.

Determinação para fazer as coisas nunca me faltou, mas eu me emaranhei em um tempo de não querer mais planejar. Triste determinação, porque eu sempre termino o ano com aquela sensação de que eu poderia ter feito mais e que as coisas que eu quero nunca chegam, simplesmente porque eu não faço as pequenas ações necessárias para elas acontecerem.

No final de 2022, eu comecei a investir em conhecimento, estou fazendo um curso de organização, o MVO da minha amiga Thais Godinho, e decidi que 2023 será planehjado, com metas claras e bem realísticas, isso pra eu não chegar em dezembro com a mesma sensação do ano passado. Tenho ciência que nem tudo pode seguir da forma como planejei, mas ao menos vou conseguir identificar onde está o erro e corrigir.

Minhas àreas de foco em 2023 serão:

  • Vida: Saúde (emagrecer 12 kg até dezembro, ou seja, 1 kg poe mês, bem factível, aliás), Família (vou me dedicar mais ao Maciel e ao Rodriguinho – deixar o celular de lado um pouco é a primeira meta);
  • Trabalho (consolidar minha presença no digital e aprender a ter constância – Tô começando hoje com esse post, alías, já me ajuda aí e se increva nos canas, segue as redes, participe do grupo, me ajuda, vai…);
  • Casa: Comida (começo o ano cozinhando minha própria comida, com a meta de almoçar todos os dias com o Maciel e o Rodriguinho), Organização (destralhar é o foco do ano! Vou destralhar tudo, todos os cômodos, um pouquinho por vez).

Fazer um planejamento mínino é necessário para que a gente antecipe alguns problemas. Por exemplo, quando eu decidi ficar grisalha, eu tinha em mente que fazer luzes seria a solução dos meus problemas, e que dessa forma, a transição ficaria disfarçada, acelerando assim o processo. Que ilusão! Em 2016 quando passei pelo processo de deixar meus cabelos brancos, praticamente não tínhamos informações, dicas e pouquíssimas mulheres adotavam esse visual. Eu não me planejei, não sabia que as luzes além de não disfarçar em nada, ainda iriam danificar meus cabelos e piorar o aspecto da transição.

Graças à Deus nesses últimos anos, o mundo mudou muito, várias mulheres já aderiram aos grisalhos, a gente agora tem grupos de apoio como o Grisalhas Assumidas e em Transição, que aliás, foi criado por mim nessa época para reunir as poucas que estavam na mesma sintonia dos cabelos brancos, e hoje somos quase 130 mil mulheres.

Como anda seu planejamento para 2023?

Quais são suas metas?

Se ficar grisalha é uma delas, a gente vai te ajudar aqui no @grisat.oficial e no Grisalhas Assumidas e em Transição.

Tim-Tim!!!

Feliz Ano Novo!!!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Livrando as mulheres das amarras da ditadura da beleza, aceitando que somos lindas.

Institucional

Redes sociais

grisalhas.com.br © 2024 | Todos os direitos reservados

Entre em contato conosco

Escolha a melhor forma para você nos contatar.

Contate-nos via e-mail em contato@grisalhas.com